21/05/2020

Reunião com o Coren-SE trata sobre Hotel de Apoio para profissionais de Enfermagem

Encontro virtual reuniu Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Federal e sindicatos de enfermagem

A proposta de oferecer a hospedagem em hotel para profissionais da enfermagem que venham a ser contaminados com o novo coronavírus (Covid-19) durante a atuação na linha de frente do combate a esta pandemia, foi tema principal da reunião realizada pelo Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe (Coren-SE), Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Federal e sindicatos de enfermagem.

A videoconferência realizada na tarde desta quarta-feira, 20/05, tratou de diretrizes ideais a serem adotadas para esta proposta, bem como sobre solicitação ao governo para efetivação deste plano. “Há um tempo a gestão do Estado iniciou um convênio para que os profissionais contassem com este Hotel de Apoio, porém as tratativas pararam. Nossa reunião também visou estudar o diálogo com o governo para que este planejamento seja colocado em prática”, informa o conselheiro e coordenador da Comissão de Gestão de Crise (CGC) do Coren-SE, Conrado Marques.

Ainda em reunião, todos os participantes colaboraram para formular diretrizes fundamentais e ideais para os profissionais a serem beneficiados neste momento delicado. Na ocasião, foram elaborados os pormenores para alcançar os melhores resultados. “Precisamos pensar em inúmeros detalhes para assegurar que a concretude deste projeto contemple de forma viável os profissionais que cotidianamente se arriscam para atender a sociedade”, esclarece o procurador do Coren-SE, André Kazukas Rodrigues, que também participou do encontro virtual.

Dentre os pontos analisados, definiu-se sobre as características do hotel que o governo do Estado precisa contemplar, além do planejamento que possa abarcar a todos os profissionais da saúde em atuação por Sergipe. A reunião ainda tratou da liberdade de escolha dos profissionais de saúde para uso do Hotel de Apoio, ou seja, a opção deve ser facultativa, porém, caso o profissional opte pela hospedagem, ela deve estar disponível. Outros pontos também foram discutidos e adotados.

Ficou acordado dentre os participantes da videoconferência, que será elaborada uma nota de recomendação solicitando ao governo do Estado a realização do projeto. Os Ministério Público do Trabalho e Ministério Público Federal serão responsáveis por concretizar a cobrança junto à gestão estadual. Acredita-se que a realização do plano não deva se prolongar, uma vez que algumas tratativas já vinham sendo realizadas e recebidas positivamente pela gestão.

Fonte: Ascom Coren-SE




  • bannerConvenio207x117
  • bannerTransparencia 207x 117
  • e-dimensionamento-207x117