05/01/2019

Mesmo em recesso de fim de ano, Coren-SE realiza fiscalização no Hospital Fernando Franco

O Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe (Coren-SE) recebeu denúncias

O Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe (Coren-SE) recebeu denúncias acerca das condições de trabalho e dificuldade no cumprimento das prescrições médicas, considerando que as mesmas estavam vencidas por conta da paralisação dos médicos sob regime RPA da rede municipal de Aracaju.

Por conta disso, a equipe de fiscalização do Coren-SE realizou uma inspeção nesta manhã (05/01), no Hospital Municipal Desembargador Fernando Franco, localizado na Zona Sul. Na ocasião, a chefe do departamento de fiscalização, Bárbara Tavares, acompanhada da enfermeira fiscal, Nívia Fabiana da Silva, constataram a presença de toda equipe de enfermagem na unidade e que o Hospital só está realizando atendimento de Urgência e Emergência Pediátrica, mantendo assistência somente às crianças que estão internadas no setor de Pediatria.

Ao analisar o caderno de ordens e ocorrências do dia 04/01, foram constatados indícios de que a prescrição médica de uma paciente da Estabilização Adulta só foi atualizada no final da tarde de ontem, dia 04, quando a mesma foi transferida para o Hospital Nestor Piva. De acordo com a Resolução Cofen nº 487/2015, “é vedado aos profissionais de enfermagem o cumprimento da prescrição médica à distância e à execução da prescrição fora da validade”.

O Coren-SE, cônscio dos seus deveres legais e no intuito de garantir a devida assistência de enfermagem à sociedade, enviará um relatório à Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju apontando quais adequações devem ser realizadas para melhorar as condições de trabalho, como também, solicitar que medidas cabíveis sejam tomadas a fim de resguardar eticamente os profissionais de enfermagem.

 

Fonte: Coren-SE




  • bannerConvenio207x117
  • bannerTransparencia 207x 117
  • e-dimensionamento-207x117