15/07/2022

COREN/SE REALIZARÁ O PRIMEIRO ATO DE DESAGRAVO PÚBLICO DA HISTÓRIA DO CONSELHO

Em fevereiro deste ano, uma profissional enfermeira, lotada na Clínica

Em fevereiro deste ano, uma profissional enfermeira, lotada na Clínica de Saúde da Família 24 horas Dr. Eldézio Vieira de Melo, na cidade de Rosário do Catete, foi ofendida, injuriada e desrespeitada em suas prerrogativas profissionais durante o exercício de suas funções. Abusos deste tipo são eticamente inaceitáveis, e trazem transtornos psicológicos graves ao ofendido, além de ser considerado crime.

O Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe esteve presente no município de Rosário de Catete, acompanhando de perto o andamento da denúncia e averiguando todos os passos que foram dados. Nesse processo, presencialmente, o Coren/Se foi representado pelos enfermeiros Marcel Azevedo e Cícero Marcondes, conselheiros do Coren/SE, André Kazukas, procurador geral do Coren/SE e o enfermeiro Evaldo Lima, chefe do departamento de fiscalização do Coren/SE. Em suas visitas, o Coren/SE colheu todas as informações possíveis e reuniu-se com todos os profissionais presentes no dia do ocorrido. Além disso, solicitou à secretaria de saúde do município, que as medidas cabíveis fossem tomadas com relação ao médico que cometeu as infrações contra a colega de trabalho.

Em resposta ao ato de desrespeito contra à profissional da enfermagem, o Coren/Se denunciou junto ao Conselho Regional de Medicina de Sergipe a conduta do profissional médico para que seja apurado e encaminha-se agora para o Ato de Desagravo Público a ser realizado no dia 21/07, às 9h em frente à UPA Dr. Eldézio Vieira de Melo em Rosário do Catete. O Coren-Se reforça a importância de que denúncias como essa sejam sempre feitas pelos profissionais que sofrerem ofensas, desrespeito, assédio ou injúria durante o exercício de sus funções de trabalho e reafirma o seu compromisso ético com todos os profissionais da enfermagem.




  • bannerTransparencia 207x 117
  • e-dimensionamento-207x117