Comissão de Ética

Apresentação
A Comissão de Ética do COREN-SE foi implantada para assessorar tecnicamente os profissionais de enfermagem na busca de melhores soluções para as questões éticas que surgem diariamente dentro das instituições. Esta Comissão pretende divulgar o código de ética dos Profissionais de enfermagem, incentivar e assessorar o processo de
estruturação das Comissões de Ética de Enfermagem (CCEnf) nas Instituições de Saúde, prestar consultoria aos Profissionais de Enfermagem, promover medidas educativas que
orientem os profissionais de enfermagem, sensibilizar os profissionais de Enfermagem da necessidade e importância do comportamento Ético e das implicações da atitude antiética
e empossar as Comissões de Ética das Instituições onde ocorra o exercício profissional de enfermagem.

Objetivos da Comissão de Ética COREN/SE
Divulgar o código de Ética aos Profissionais de Enfermagem;
Estimular a implantação das Comissões de Ética nas Instituições;
Sensibilizar os gestores das instituições empregadoras quanto à aplicação e cumprimento do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem;
Orientar todo o processo da criação das CCE dentro das instituições;
Dar suporte as CCE depois de implantadas nas instituições;
Prestar consultoria as CCE e aos Profissionais de Enfermagem;
Agir de forma preventiva nas intercorrências e conflitos Éticos.

Comissões de Ética de Enfermagem (CEE) nas Instituições de Saúde

Finalidades das CEE
Orientar a equipe de enfermagem a desenvolver a assistência com qualidade e dentro dos pressupostos legais;
Receber e esclarecer dúvidas quanto aos aspectos éticos e técnicos da prática profissional, encaminhando as dúvidas para o COREN – SE;
Promover medidas educativas que orientem os Profissionais de Enfermagem sobre os problemas, desafios e limites na prestação da assistência de Enfermagem em consonância com os princípios éticos;
Promover atualização, objetivando uma assistência de enfermagem com qualidade e livre de riscos;

Organização e Composição da CEE
As Comissões de Éticas em Enfermagem são vinculadas ao COREN-SE e devem manter a sua autonomia em relação às Instituições onde atuam não podendo ter qualquer
vinculação ou subordinação ao Profissional Enfermeiro Responsável Técnico ou a qualquer Gerencia ou diretoria de Enfermagem da Instituição.
A Comissão de Ética de Enfermagem deverá ser constituída em todas as instituições onde existirem atividades de enfermagem, atendendo a todos os profissionais nas questões éticas da profissão.
A CEE deverá ser constituída através de eleição direta, convocada pela Comissão Eleitoral instalada pela Direção do Órgão de Enfermagem.
A CEE será composta por Enfermeiro, na proporção de 2/3, que representa o Quadro l e por Técnico e/ou Auxiliar de enfermagem, na proporção de 1/3, que representam os Quadros ll e lll, com vínculo empregatício na instituição e registro no COREN-SE.
A CEE deverá ser formada com no mínimo, 06 (seis) membros, sendo 03 (três) efetivos e 03 (três) suplentes, eleitos pelos profissionais de enfermagem da instituição.
É incompatível a condição de membro da CEE com a direção do órgão de enfermagem.



  • bannerTransparencia 207x 117
  • bannerConvenio207x117
  • BannerLateralAnjosEnfermagem-207x117
  • e-dimensionamento-207x117