29/10/2019

Cofen debate Atenção Primária à Saúde na Câmara dos Deputados

Encontro abordou a efetividade do modelo de Atenção primária à saúde do Brasil, na última quinta-feira (17).

Reunião ocorreu na última quinta-feira (17)

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) participou, na manhã desta quinta-feira (17), de reunião técnica do Centro de Estudos e Debates Estratégicos-CEDES, Câmara dos Deputados. O encontro pautou o estudo sobre a Atenção Primária à Saúde no Brasil, com a presença de representantes do setor privado da atenção à saúde e sociedades profissionais, com o objetivo de analisar a efetividade do modelo de Atenção Primária à Saúde (APS).

A reunião foi presidida pelo relator deputado Luiz Ovando (PSL/MS), que teve como objetivo debater formas de valorização do médico clínico no atendimento básico de saúde no Brasil e o impacto que o credenciamento de especialistas de fora do Sistema Único de Saúde (SUS) poderia ter no atendimento, a fim de torna-lo mais ágil.

Representante do Cofen, Ricardo debateu sobre a prática e valorização profissional da Enfermagem

Representando o presidente do Cofen Manoel Neri, Ricardo Siqueira, membro da Câmara Técnica de Atenção Básica-CTAB, palestrou sobre a prática e valorização profissional da Enfermagem. Ricardo expôs também o panorama da Enfermagem brasileira na Atenção Básica diante da realidade nacional e mudanças sócio demográficas.

“A Enfermagem precisa de valorização no trabalho, considerando o cuidado multiprofissional aos usuários na APS. Valorizar essa profissão é lembrar também dos projetos de interesse da categoria que tramitam no Congresso Nacional, como o PL 2295/2000, que trata das 30 horas para a Enfermagem”, destacou. “Os planos de saúde estão tendo interesse em investir na Atenção Primária à Saúde considerando que os custos estão cada vez mais elevados”, lembrou o representante do Cofen.

Ricardo disse ainda que a Enfermagem brasileira possui em sua regulamentação profissional a garantia de suas ações de forma autônoma, e desenvolve sua prática na Atenção primária à saúde dentro de aspectos éticos e técnicos, compondo equipe multiprofissional. “A Enfermagem pode contribuir ainda mais para a melhoria da saúde na APS por meio da ampliação do escopo de prática e adoção de Práticas Avançadas da Enfermagem na APS e o reconhecimento pelo Ministério da Saúde do Enfermeiro como prescritor de medicamentos”.

Além de Ricardo, a reunião contou com a presença dos palestrantes Bruno Ganem Siqueira, diretor médico do grupo Sabin e representando a Confederação Nacional de Saúde (CNSaúde), Nulvio Lermen, diretor médico da UnitedHealth Group e representante da Associação Brasileira de Plenos de Saúde (Abrange) e Reinaldo Camargo Scheibe, presidente da Associação Brasileira de Plenos de Saúde (Abrange).

Fonte: Ascom – Cofen




  • bannerConvenio207x117
  • bannerTransparencia 207x 117
  • e-dimensionamento-207x117